Blog

Março amarelo é o mês de conscientização mundial sobre endometriose

Sem causa definida, mais 7 milhões de brasileiras vivem com a condição; especialista aborda a importância dos tratamentos clínicos e cirúrgicos.

Sem causa definida, mais 7 milhões de brasileiras vivem com a condição; especialista aborda a importância dos tratamentos clínicos e cirúrgicos.

Cerca de 10% das brasileiras são acometidas pela endometriose, de acordo com o Ministério da Saúde. O cirurgião ginecológico do Hospital Brasília Alexandre Brandão alerta para a importância de continuar o tratamento mesmo durante a pandemia do novo coronavírus.

De acordo com o médico, a endometriose é uma doença que precisa de acompanhamento. “Na maioria das vezes o tratamento é clínico. Porém, há casos em que a cirurgia é necessária, como, por exemplo, quando há acometimento de outros órgãos. Entretanto, somente com a avaliação clínica é possível saber”, explica.

Durante o período de isolamento social, muitas pacientes vêm deixando os tratamentos clínicos por medo de contrair a covid-19. “Mesmo vivendo um momento complicado, não podemos deixar de cuidar da nossa saúde. Inúmeras pacientes deixaram de seguir o tratamento e apresentaram uma piora no quadro clínico”, lamenta.

O médico ainda reforça que a endometriose é uma doença causadora de sofrimento às mulheres e precisa ser tratada de maneira adequada. O resultado é uma vida com bloqueios, estresse em níveis altos e até depressão. Março é comemorado o Mês Mundial de Conscientização sobre a Endometriose, que afeta aproximadamente 7 milhões de brasileiras, segundo a Associação Brasileira de Endometriose.

O que é a endometriose?

Formada pelo tecido interno do útero, o endométrio, a endometriose é uma doença inflamatória crônica caracterizada pela presença de endométrio fora da cavidade uterina. Ela acomete os ovários, a bexiga e, em alguns casos, pode acometer o intestino.

Os principais sintomas são: cólica menstrual incapacitante, dor na relação sexual, dor para evacuar/mudança do ritmo intestinal e dor ao urinar. Esta última pode, inclusive, ser confundida com infecção de urina. Além dos sintomas desconfortáveis, a endometriose pode ser uma das causas de infertilidade.

Existem cinco tipos de endometriose: a de parede abdominal, a ovariana, a peritoneal, a profunda e a extra-abdominal.

Tratamento

O ginecologista afirma haver duas formas de tratamento: a clínica e a cirúrgica. No tratamento clínico, algumas das opções são: bloqueio hormonal, que visa a parar a menstruação e assim aliviar as pacientes com a condição; fisioterapia e atividade física; não ingestão de alimentos que causam má digestão, gases dores abdominais, distensão do intestino; cuidados com a saúde mental. “As pressões sociais são desgastantes para as pacientes com a condição. É recomendado procurar um psicólogo, meditar e orientar os familiares para entenderem melhor a doença”, explica.

O tratamento cirúrgico depende também da avaliação clínica. Algumas das principais indicações são: risco de infertilidade; comprometimento de algum órgão, função do intestino, bexiga ou uretér, ou obstrução desses órgãos; dor na relação sexual; falha no tratamento clínico multidisciplinar.

Laparoscopia ou cirurgia robótica são as indicadas pelo médico como tratamento cirúrgico para a endometriose. “Nunca é feita uma cirurgia aberta, como uma cesariana. A histerectomia também não é o suficiente para acabar com a doença. É preciso eliminar todos os focos de endometriose ou ela continuará a crescer”, alerta. Alexandre Brandão ainda finaliza dizendo que, mesmo com cirurgia, é necessário um acompanhamento clínico.

Acompanhe





Maternidade Brasília

Consultórios Médicos Brasília
QMSW 6 lote 11/12 Salas 8 e 9


Hospital Brasília

SHIS Qi 15, Conjunto G
Lago Sul - Brasília-DF


Hospital Águas Claras

Rua Arariba, 5 - Águas Claras
Brasília, DF

Especialistas em Endometriose


Cirurgião Ginecológico

Dr Alexandre Brandão Sé

CRM DF 15796 TEGO 007- 2012


Ginecologista

Drª Janice Bauab de Assis

CRM DF 15483


Urologista

Dr Carlos Hirokatsu Watanabe Silva

CRM DF 15762


Proctologistas

Dr Thiago de Sá Oliveira

CRM DF 12000



Equipe Multidisciplinar


Fisioterapeuta

Dra Samantha Figueiredo Frota Fernandes


Fisioterapeuta

Dra. Serise Amaral Pequeo

CREFITO 265266-F


Enfermeira

Tatiane Casqueiro Alves

Coren: 524.273


Nutricionista

Dra Simone Oliveira Paiva

CRN1-5202


Psicóloga

Dra. Tuanne Hamu Moreira Lima

CRP 01/22444


Enfermeira

Mariana Alves de Lima Santos

Coren: 505.946 DF


Instrumentadora

Elenice Fonseca de Oliveira Silva

Atendimento Diferenciado


  • Segurança, confiança e acolhimento - Desde o primeiro momento no Instituto, as pacientes irão se sentir acolhidas.
  • Mais comodidade - Serviço de marcação de consultas pela central de atendimento da Maternidade Brasília, pelo número direto do Instituto e pelo celular (ligação ou whatsapp).
  • Serviço de concierge - Após a avaliação inicial com o Dr. Alexandre Brandão Sé, nossa Concierge irá acompanhar cada passo em seu tratamento.
  • Atendimento com Fisioterapeuta – para controle dos espasmos musculares, relaxamento da musculatura pélvica e realização de técnicas anti-inflamatórias para alívio da dor.
  • Cardápio individualizado - Nossa nutricionista irá preparar um cardápio individualmente selecionado. Retirando alimentos que causam piora dos seus sintomas e acrescentando outros que vão melhorar seu hábito intestinal.
  • Cuidado especializado - A Psicóloga do Instituto de Endometriose de Brasília tem um papel fundamental no tratamento. Sabemos do estresse da vida atual e o quanto a rotina de compromissos e cobranças pode piorar a qualidade de vida da paciente.
  • Acompanhamento em todo o tratamento - Durante sua internação, nossa concierge irá te receber no hospital, acompanhá-la até o centro cirúrgico e garantir que tudo saia como o esperado.
  • Instrumentadora - Contamos com uma instrumentadora própria, com anos de experiência em cirurgia laparoscópica, para garantir que cada um dos instrumentais será devidamente preparado para sua cirurgia.
  • Acolhimento de verdade! - Toda nossa equipe estará ao seu lado, do começo do tratamento, até o retorno ao consultório após a cirurgia. E por quanto tempo for necessário. Você sempre terá um linha de comunicação aberta conosco. Seja com um dos médicos, nossos colaboradores ou a concierge.
  • Sinta-se à vontade para entrar em contato conosco em qualquer dia, horário ou situação.

Locais de Atendimento


Instituto de Endometriose de Brasília

Endereço QNSW 6 lote 11/12

Salas 8 e 9

Central de marcação: (61) 3315-1000

Linha direta: (61) 3315-1048

Celular e whatsapp: ‭(61) 99925-5818‬

Dr. Alexandre Brandão

Dia 09/03

9h30 - Cólica menstrual é normal? Dúvidas sobre dor pélvica feminina

10h50 - Quais as vantagens da cirurgia robótica

Dia 30/03

9h30 - Sexualidade mitos e verdades

Dra. Jordanna Diniz

Dia 09/03

9h10 - Exames de prevenção. Quais devemos fazer e quando?

Dia 30/03

9h10 - Saúde da adolescente

Dra. Janice Bauab

Dia 30/03

9h50 - Parto normal humanizado hospitalar

Dra. Samantha Figueiredo

Dia 09/03

9h50 - Abordagem não cirúrgica da dor pélvica

Dra. Clarissa Telles

Dia 09/03

10h30 - Aspectos emocionais na paciente com dor crônica

Dia 30/03

10h30 - Aspectos emocionais da gestação, parto e puerpério

Dra. Leilane

Dia 30/03

11h10 - Infertilidade e Endometriose

Dra. Kellem

Dia 30/03

10h45 - Nutrição saudável

Beto Barros (Educador físico e Coaching)

Dia 30/03

11h - EmagreSendo Feliz

RT: Dr. Alexandre Brandão Sé | CRM DF 15796 TEGO 007- 2012